quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Gosto não se discute ... Bom gosto não.

Sem querer ofender nem influenciar ninguém mas, se tem algo que eu não gosto é do Funk!
Aí vcs me perguntam: por quê?
Ora, por quê?!

Pra começar, uma vez me falaram "Tô aprendendo a dançar funk..." e eu disse "Foda-se, grande merda, tô aprendendo a dançar rebolation..."
Porque merda por merda, prefiro fazer aquele passinho que todo mundo fazia quando era pequeno e que hoje é moda a me esfregar numa mina e dizer que é dança.

(não que eu não goste de me esfregar numa mina, só que prefiro chamar de sexo)

Agora imaginem só: um gringo vem ao Brasil e pensa "nada melhor do que uma música brasileira pra aprender a falar português!" então ele pega duas letras de música pra iniciar. A primeira é:

Cada um no seu quadrado, cada um no seu quadrado

Cada um no seu quadrado, cada um no seu quadrado
Ado-a-ado, cada um no seu quadrado
Ado-a-ado, cada um no seu quadrado
A segunda é:

Crééééééééu, crééééééééu, crééééééééu

Denovo!
Crééééééééu, crééééééééu, crééééééééu
sem noção né?!

Agora, analisemos uma letra de um funk. Vou usar como exemplo uma um pouco antiga, de 2005 pra ser mais exato:

"Atoladinha"

Pirilim pirilim pirilim, alguém ligou pra mim
Pirilim pirilim pirilim, alguém ligou pra mim
Quem é?

(Primeiramente, vamos deixar claro que a menina á tão popular que Foi só alguém ligar pra ela que ela chegou a fazer uma música! depois, "pirilim"? Isso é mau gosto ou é pobreza pra seu celular tocar assim? logo depois é concluído que é pobreza pois ela atende "quem é?", ou seja: não tem identificador de chamadas! - detalhe na educação da garota: "Quem é?")

Sou eu bola de fogo
E o calor tá de matar!

(Se ele é uma bola de fogo, por que será que o calor tá de matar?)

Vai ser na praia da Barra
Que uma moda eu vou lançar!

(1-Quem perguntou algo? 2- Quando você pensa em moda, a primeira coisa que vem à sua cabeça é roupa. Quando você pensa em roupa, a primeira coisa que vem à sua cabeça é camiseta e calça jeans - o básico -. Poxa, ficar de camiseta e calça jeans na praia da Barra é embaçado, não?)
Vai me enterrar na areia?
Não não, vou atolar!

(areia+praia+atolar.... será que é muita pobreza pra uma música só? só de ir na areia o carro dele vai atolar e ele sabe isso de antemão!)

Tô ficando atoladinha

Tô ficando atoladinha
Tô ficando atoladinha
Calma, calma foguentinha!

(Se ela tá ficando atolada, é que tem areia. Se tem areia, por que é que ele a chama de foguentinha se fogo não acende na areia?)
Indignação expressada.

Sem mais.

Gasvut Daurqe

2 comentários:

Youkai Lion disse...

no mínimo em um estado normal de humor diria "alô" e não logo "quem é?", e outra, como uma bola de fogo, lança uma moda, ja colocaram roupa no fogo?? queima!!! que raio de moda e érra? e outra, enterrar na areia é moda a séculos, inclusive, na seria "Chaves" saga de "Acapulco" todos os personagens mostram-se enterrados na areia O_O, não ta lançando moda, ta pagando pau!!

aqui meu protesto o/

Lari disse...

Hahahahaha adorei!
Principalmente a parte do gringo aprendendo português. Tenho um amigo que nasceu nos EUA, uma das primeiras referências que ele teve do Brasil na internet foram vídeos do YouTube do Vô/Num Vô do Pânico na TV!